“Desafios & Desgraçados”, um micro-RPG “old-school” que se pode levar na carteira

Imagem

 

E aqui está o “Desafios & Desgraçados“, a versão em português de Portugal do micro-RPG de fantasia clássica “old school”, o “Deeds & Doers”, do Ben Lehman.

A ideia é imprimi-lo em pequenos cartões para que o levem sempre no bolso na eventualidade de se proporcionar alguma sessão rápida e de improviso. E o facto de que se pode jogar com os dedos assegura essa portabilidade e tudo. 😉

Espero que gostem e se divirtam com ele.

Ah, e não se esqueçam de dar uma vista de olhos na página original do “Deeds & Doers” para descarregarem cenários extra e apoiarem como mecenas outros projetos de RPG do autor original. 🙂

Anúncios

FATE Light em Português

Depois de ter lido o artigo do Shido Vicious no .20 sobre uma versão bastante leve e descomprometida do excelente sistema de RPG FATE da Evil Hat (editora responsável pelos Spirit of the Century e Dresden Files) e de como essa iniciativa (começada na rpg.net) originou uma quantidade significativa de edições e variações do mesmo texto decidi fazer uma tradução para português do mesmo.

Podem descarregar o ficheiro no Abre o Jogo, aqui.

Também sou da opinião do Shido e dos outros entusiastas, incluindo o autor original do texto, Michael Moceri, de que o FATE merecia uma versão mais “leve”.

Esta versão, a Tri-fold FATE, consegue-o através da a eliminação das listas de Skills, a ausência de Stunts (apesar da versão light do Legends of Anglerre que podem descarregar aqui) e de alguns atalhos e omissões nas regras.

Com a ajuda de revisão do Ricardo Tavares do podcast Jogador-Sonhador e baseando-me no trabalho pioneiro do Fábio Emílio Costa do blogue +4 lá o traduzi não sem fazer algumas alterações.

Espero sinceramente que o descarreguem, lêem e joguem. E se puderem comentem por aqui.

E, especialmente, gostaria bastante de que com o tempo surgissem novas variações e inclusivamente surgissem mini-jogos prontos a serem jogados com listas de perícias incluídas ou outras diferenças que o permitam.

Vamos a isto, então!