2º Encontro Mensal de Roleplayers de Lisboa

No próximo dia 9 de Abril, o Grupo de Roleplayers do Lisboa do Abre o Jogo vai encontrar-se para jogar e conviver. Estes encontros são abertos a todos os que se queiram juntar, sem necessidade de trazer qualquer jogo ou de ter qualquer experiência prévia com RPGs. Não há inscrições nem é preciso pagar nada, basta aparecer. Esta é uma oportunidade para jogar RPGs, fazer novas amizades e passar um bom bocado. O encontro começa a partir das 15:00) durando a tarde toda e podendo eventualmente estender-se até à noite.

Se tiveres qualquer dúvida ou problema em chegar até ao local dá uma vista olhos neste mapa do Google. O espaço onde estes eventos se realizam é privado e cedido para o efeito, pelo que desde já aqui ficam os nossos agradecimentos.

Mais informações no anúncio do evento no Abre o Jogo.

Continuar a ler

Anúncios

RPGMob ou sessões de RPG espontâneas em lugares públicos!

Lamentavelmente não têm sido muitas as notícias concretas face à minha iniciativa de divulgar o RPG e recrutar novos jogadores na zona de Santarém e Almeirim.

Os meus alunos, depois de sensibilizados para a experiência de jogo (e espero afectados pelo potencial pedagógico da experiência) com a actividade de contextualização histórica das dificuldades linguísticas do homem primitivo em formato de jogo de RPG numa das minhas aulas e de terem tomado contacto com o D&D Roleplaying Starter Set. mexendo-lhe e questionando-me ao ritmo da sua curiosidade acerca do jogo, não deram seguimento à promessa/compromisso de se jogar RPG em Santarém aos fins-de-semana.

As férias (escolares ou não) são realmente um maior obstáculo à divulgação do que eu inicialmente pensava! 🙂

Mesmo que eu tenha descoberto a existência de um Clube de Jogadores de Magic: The Gathering em Santarém (ou seja eis que surge um novo foco de divulgação pois até jogam jogos de tabuleiro como o Carcassonne) as coisas não parecem muito promissoras.

Contudo, durante um almoço com um amigo meu de infância e também grande sonhador do RPG, o Jofazepa, onde se puseram as novidades em dia e se discutiram novas possibilidades de iniciativa relativas aos nossos gostos pessoais, chegamos a um ideia engraçada: porque não seguir o exemplo dos fenómenos das flash mobs (“aglomerações instantâneas de pessoas em um local público que depois de fazer uma determinada ação previamente combinada se dispersam tão rápido quanto se reuniram”) e organizar sessões espontâneas de RPG em locais públicos?

Continuar a ler