Episódio 2 do podcast Ludonautas: Amores Possíveis e Impossíveis entre RPGs

Depois de um mês de intervalo lá gravámos o segundo episódio  do Ludonautas que assumiu provavelmente uma duração proporcional às saudades que tínhamos de o gravar desde o primeiro episódio, eh eh.  Ou seja gravámos um episódio gigantesco de 2h30m (!) com bastantes referências aleatórias, caoticidade semi-controlada e até alguma profanidade. 🙂

A equipa do último episódio alterou-se ligeiramente pois além de mim e do  Ricardo Tavares do podcast Jogador-Sonhador juntou-se a nós a Ana Cláudia Silva. Esta última contribuiu bastante para o ambiente efusivo e conteúdo acutilante contido neste episódio.

O formato dos dois segmentos manteve-se mas dada a necessidade de se ouvir e avaliar as submissões do concurso “A Primeira Vez”  e outras distracções o primeiro segmento das notícias, curiosidades e impressões ficou só por si com 1h, o que daria um episódio perfeitamente aceitável. Arrisquei e desencantei uns efeitos sonoros para as intervenções da Raquel e do Nuno e no processo acrescentei mais um separador. Dadas algumas críticas decidi retirar a música de fundo (desculpa, banda-sonora remixada do videojogo Dune II!) mantendo-a só como introdução e fecho do episódio.

O segundo segmento, onde iríamos falar sobre aqueles RPGs que adoramos e a nossa vontade em querer jogá-los, extendeu-se tanto com as referências e duplas referências rpgísticas que ficou de um tamanho obsceno tal que duvido alguém consiga ouvir todo de seguida no decurso da sua vida normal. 😐

A melhorar fica então a gestão do tempo de gravação e um maior edição dos ruídos de fundo que realmente tornam a audição mais difícil.

Qualquer sugestão ou crítica podem mandar um e-mail para ludonautas arroba gmail ponto com

Ah e já agora convido-vos a ouvirem também o  último episódio do podcast do Café Imaginário do blogue Pensotopia, onde eu e Ricardo falámos com o Marcos e o Daniel acerca da “Aliança RPG” (um esforço conjunto de aproximar os roleplayers e RPGs brasileiros e portugueses) e de RPG online.

Aconselho-vos a ouvirem também o episódio de estreia do +RPG, um podcast do Marcos só sobre RPGs em língua portuguesa onde se fala do Violentina, o RPG “tarantinesco” do Eduardo Caetano e o primeiro a RPG em língua portuguesa a ser financiado via crowdfunding (e de momento já um retumbante sucesso!).

E senão estiverem já fartos de publicidade descarada e da minha voz ouçam se quiserem a minha participação no Papo do Mestre, o podcast do blogue RPG do Mestre, onde no episódio 32, falámos dos RPGs (e do gaming) em Portugal. Obrigado desde já ao Fernando e Vinícius quanto ao generoso convite!

Espero que gostem das sugestões e boas viagens!

Anúncios

5 comments on “Episódio 2 do podcast Ludonautas: Amores Possíveis e Impossíveis entre RPGs

  1. Ainda não sabia do projeto “Aliança RPG” e fiquei encantado. Estou tentando, timidamente, fazer a aproximação Brasil-França, mesmo ainda tendo o curso básico de francês.

    Aguarde novidades em http://rpgpara.blogspot.com

    Gilson

    • jrmariano diz:

      Olá Gilson!

      Dado que partilhamos a mesma língua posso dizer que a “Aliança RPG” é bem menos ambiciosa que qualquer aproximação luso-franca. Mas dado o universo rico dos RPGs franceses de certeza que o desafio compensará.

      Aguardo então o artigo acerca dessas iniciativas do RPG Pará.

      • Perdi a oportunidade de conhecer a Devir Portugal (perto do metrô Arroios em Lisboa, por ironia perto de onde me hospedei), mas adquiri o Les Ombres d’Esteren (francês), mesmo sem ler nada de francês.

        Eu estava interessado nas regras dele, pois sou um criador amador e apenas com nosso idioma e algum inglês (fiquei surpreso pelas semelhanças e aproximações, viva os rumos da história), conseguir entender as regras.

        Vamos nos comunicando. Darei atenção a este movimento “Aliança RPG”. Há alguma lista/postagem com os sites/blogs portugueses?

        Abraço!

        Gilson

  2. jrmariano diz:

    Bem, não sei se perdeste muito em não ires à Devir Arena Lisboa (o nome da loja local da Devir) pois a loja dedica-se mais à venda de Magic, jogos de tabuleiro e algumas BDs traduzidas do que RPGs.

    Mas foi lá que compraste o Les Ombres d’Esteren? Em francês só tenho aqui um RPG chamado “Notre Tambeau” de um editora pequena chamada John Doe (http://johndoe-rpg.org/site/catalogue/notre-tombeau/), um “jogo-campanha” que se passa nas catacumbas em Paris dos dias de hoje.. Aliás comprei-o numa loja parisiense chamada L’Oeuf Cube (http://www.oeufcube.com/) quando lá estive de férias.

    Não é muito difícil ler os textos de jogo em francês pois a terminologia de RPG é muito parecida. Não sei se já conheces mas o Grog (http://www.legrog.org/) é um portal francês sobre RPGs bastante acessível e provavelmente deve iluminar algumas dúvidas que tenhas.

    O Abre o Jogo http://www.abreojogo.com/?seccao=RPG) é o grande portal português de RPGs e jogos de tabuleiro e agrega as diversas iniciativas do hobby cá por Portugal. Actualmente não existem muitos blogues ativos de RPG. O mais recente é o Ludófilo Lusófono (http://ludofilo.wordpress.com) do Hugo Barbosa que te aconselho a ler.

    Além dele existe o podcast sobre RPGs do Ricardo Tavares, o Jogador-Sonhador (jogadorsonhador.podbean.com) que celebra agora o seu segundo aniversário. Aconselho-te a audição.

    Se também tiveres curiosidade sobre RPGs portugueses ainda não existem jogos portugueses propriamente “publicados” mas sim muitos em desenvolvimento, especialmente depois do evento de criação online, o RPGénesis 2011. De qualquer modo fica aqui a lista…

    De Ricardo Tavares:

    “Animais como Nós” (http://animaiscomonos.tumblr.com/), um jogo sobre animais das matas e das aldeias de um antigamente em que estas criaturas falavam e questionavam os seus instintos e a sua natureza.

    Do Nuno Silva:
    “Férias de Verão” (https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=explorer&chrome=true&srcid=0B8mxZF6zBphBMmI4NDUwY2YtMWJjOS00MTBhLWFiODEtYTQzNGYwNmJkZDI2&hl=en&pli=1), jogo de aventuras de jovens adolescentes durante as suas férias de verão.

    Recentemente no blogue do grupo Espírito Livre (http://espiritolivrerpg.blogspot.com) o Aforen Kass tem estado a fazer uma reportagem sobre o RPG em Portugal apresentando inclusive alguns projetos portugueses de RPG.

    Até agora foi mencionado o “Down*Town” (http://espiritolivrerpg.blogspot.com/2011/11/rolando-dados-pelo-mundoedicao.html) do Rui Anselmo, um jogo technoir passando numa Luanda de 2050.

    O “Aventuras sem Rumo” (http://espiritolivrerpg.blogspot.com/2011/11/rolando-dados-pelo-mundoedicao-portugal.html) do Sérgio Mascarenhas, “um jogo de aventuras onde os jogadores assumem o papel de aventureiros sem destino”.

    E também o Numis http://espiritolivrerpg.blogspot.com/2011/11/rolando-dados-pelo-mundo-edicao_28.html, “um jogo onde crianças viajam a mundos fantásticos, por meio de moedas mágicas” que escrevi e sinto alguma vergonha em estar a fazer publicidade.

    Peço desculpa pela dose concentrada de informação. 😉

  3. Muito obrigado! Comprei o LOdE em Paris e só leio bem as partes das regras, a ambientação só com dicionário. Conheço o Le Grog e em breve postarei coisas sobre este o RPG na França que me impressiona desde quando conheci, no ano passado (2010).

    O Espírito Livre é de jogadores numa cidade bem próxima a Belém, onde moro, capital do Estado do Pará. Conheço alguns deles e dia 10 teremos um encontro sobre jogos independentes.

    Quando meu tempo me permitir mais, ano que vem, buscarei em outros lugares na Europa, pois fiquei curioso com tudo isso. Países têm pouca produção (como Portugal, que citas) e outros têm uma produção autoral espantosa, como a França. Sabes de outros por aí? Eu não sei nada de meus vizinhos na América do Sul, mas isto está em pauta também.

    Abraço!

    Gilson

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s